Mudança no foco do NPossibilidades

Mudança no foco do NPossibilidades
Mudança no foco do NPossibilidades

O site NPossibilidades nasceu em 2008 com o intuito de “trocar idéias de uso no dia-a-dia, compartilhar minhas experiências e mostrar as “Npossibilidades” dos brinquedinhos eletrônicos” (essa eu busquei lá do primeiro post). De lá para cá já se passaram vários anos, as coisas mudaram e o site passou por diversas fases. Foi-se a era de aplicativos Symbian, de produtos Nokia, de cobertura de eventos, de notícias de tecnologia…

As duas primeiras fases já não fazem mais sentido (Symbian e Nokia chegaram ao fim há tempos) e as coberturas de eventos e notícias de tecnologia demandam um tempo e esforço que não dá mais para empregar. Além disso existem muitos grandes sites hoje em dia fazendo isso. Mas a ideia inicial, ou seja, a vontade de compartilhar o uso que faço de tecnologia móvel continua. Por isso chegou a hora de mais uma mudança no foco do site.

Hoje o uso mais intenso que tenho dos “brinquedinhos eletrônicos” é na prática esportiva em meus treinos e provas de corrida, nas pedaladas e em exercícios diversos. Então é natural que as coisas por aqui acabem tendendo para este caminho. É claro que isso não exclui um ou outro post sobre algo que eu considere interessante compartilhar, afinal de contas no nome “NPossibilidades” cabem muitos assuntos.

Tenho planos para incluir algumas novas áreas no site para assuntos um pouco diferentes, mas sempre com um toque de tecnologia móvel no dia a dia de forma simples e descomplicada. Estou preparando também mudanças para o canal no YouTube que anda um tanto abandonado. Boa parte disso tudo ainda está apenas no campo das idéias. Mas quem sabe o que o futuro trará?

Voltando ao presente, a mudança atual no site já começou a refletir no seu visual. Alguns pequenos detalhes já estão sendo implementados e áreas como “O que estou testando” (que mostra o que vem por ai) e “Próximas corridas” foram incluídas há algum tempo já pensando nesta transformação.

O perfil no Instagram foi o que mais mudou e este sim reflete bem o uso que tenho feito da tecnologia no dia-a-dia das atividades físicas. Além de mostrar diretamente algo sobre esportes que pratico, algum aplicativo e/ou acessório que estou utilizando, sempre há algo escondido. De forma bem discreta, geralmente há algum detalhe como a aplicação de efeitos e sobreposições de textos nas fotos e a edição de algum vídeo. Muitas vezes isso é feito durante os treinos e tudo isso feito sempre com dispositivos móveis.

Se repararem bem no site, vários dos últimos posts já tinham a temática de tecnologia no auxílio do esporte amador. Falei sobre aplicativos de corrida, pedaladas e exercícios diversos, alimentação saudável, acompanhamento de informações de saúde e também sobre acessórios para uso em esportes. Pois é este assunto que agora se junta ao mote principal do NPossibilidades.

Então se vocês gostam de esporte e de uma vida um pouco mais saudável, mas não querem viver sem tecnologia, me acompanhem nesta nova fase. Garanto que isso pode dar um rumo bem positivo à sua vida.

Nokia adquire Withings e mira em produtos de saúde

Nokia adquire Withings e mira em produtos de saúde
Nokia adquire Withings e mira em produtos de saúde

Sei que já comentei aqui que não iria mais falar sobre notícias. Mas como não comentar algo quando se une a minha “querida finlandesa” (sim a Nokia ainda existe), tecnologia e saúde? Três dos principais assuntos aqui do NPossibilidades. O que aconteceu foi que a Nokia anunciou publicamente a aquisição da Withings, empresa francesa especializada em gadgets e wearables de saúde. Ela agora será integrada à Nokia Technologies (parte não adquirida pela Microsoft).

Segundo o presidente da Nokia, Ramzi Haidamus, “a Withings partilha a nossa visão para o futuro da saúde digital e os seus produtos inteligentes e bem desenhados contribuem para vidas mais saudáveis. Combinando os seus produtos premiados e pessoas talentosas com a experiência de classe mundial e inovação da Nokia Technologies nos posiciona exclusivamente para liderar a próxima onda de inovação em saúde digital”.

Ainda sobre a opinião da empresa, esta está otimista quanto ao crescimento do setor da saúde digital e conetada assim como o espaço ocupado no mercado pelo desenvolvimento da “Internet das Coisas”.

Para quem não conhece a Withings, ela se firmou neste mercado como uma das principais empresas deste nicho com ótimos produtos vencedores de inúmeros prémios em todo o mundo.  Dentre eles termômetros inteligentes, smartbands de atividades pessoais, balanças inteligentes e outros.

Não vejo a hora de que esta aquisição dê frutos com novos aparelhos, acessórios e aplicativos voltados para o esporte e/ou saúde.

HERE Maps abandona Windows Phone

HERE Maps abandona Windows Phone
HERE Maps abandona Windows Phone

Faz tempo que não comento sobre Windows Phone por aqui e confesso que esta não é a forma como gostaria de voltar a falar sobre esta plataforma. A notícia, que caiu como uma bomba para seus usuários, é a de que a Here Global B.V. (responsável pelo sistema/serviço) vai abandonar o desenvolvimento para o Windows.

A empresa informou que irá acabar totalmente com o suporte para o Windows 10 já este mês e o aplicativo será removido da loja. O problema é que foi utilizado uma “solução de contorno” (também conhecido como gambiarra) e que não irá mais funcionar. Seria preciso reescrever todo o aplicativo, o que não irão fazer.

Já para os aparelhos com Windows Phone 8.1 a coisa é um pouco menos ruim. Vai continuar funcionando, mas não irão manter o desenvolvimento, ou seja, nada de novos recursos e nada de atualização de mapas.

Nós fizemos os aplicativos HERE compatíveis com o Windows 10 usando uma solução alternativa que não será mais efetiva depois de 30 de junho. Para continuar oferecendo os aplicativos HERE para o Windows 10, seria necessário desenvolver novamente os aplicativos desde o início, um cenário que nos levou à decisão de remover nossos aplicativo da Windows 10 Store”, informou o representante Pino Bonetti.

Resumindo: O Windows Phone não tem usuários suficientes para manter tal desenvolvimento e acabou de perder o ÚNICO aplicativo de peso que tinha.

Essa não é a primeira vez que a HERE Global B.V. dá sinal de que a coisa estava ruim para o Windows Phone. Em Setembro de 2014, ainda sobre o guarda-chuva da Nokia, já haviam deixado temporariamente de lado esta plataforma para focar em iOS e Android (confiram aqui).

É uma pena, mas já era previsível que isso aconteceria mais cedo ou mais tarde. Se quiserem continuar utilizando o Here Maps, que para mim é um dos melhores aplicativos de GPS, terão de migrar para o iOS ou Android.

150 Anos – Parabéns Nokia!

150 Anos - Parabéns Nokia!
150 Anos – Parabéns Nokia!

Não poderia deixar passar uma data destas. Nesta semana a querida finlandesa completou 150 anos. Não é sempre que vemos uma empresa chegar tão longe. Ok, sei que ela não é mais o que já foi um dia com seus aparelhos que tanto gostávamos, ela sequer produz celulares e smartphones hoje e já anunciou que não irá voltar a fazer isso.

Mas é parte da alma dela se reinventar e mudar. Para uma empresa que já produziu papel, calçados, pneus, celulares (comuns), smartphones, mapas, tablets (sim, muito antes dos iPads existirem) um novo rumo é algo comum.

Seja lá o que a Nokia for fazer, fica aqui os meus parabéns pelos 150.

Rádio FM em smartphones é realmente necessário?

Passado e futuro - Escolha seu rumo. Rádio FM em smartphones é realmente necessário?
Passado e futuro – Escolha seu rumo. Rádio FM em smartphones é realmente necessário?

Saiu uma notícia outro dia que está dando o que falar. Uma associação norte-americana (National Association of Broadcasters (NAB)) quer que fabricantes de smartphones ativem os receptores de FM instalados em seus produtos. A NAB alega que com esta ativação os usuários passariam a ter economia de bateria e de plano de dados já que atualmente há muita demanda por músicas via streaming online.

O pedido é justo? Do ponto de vista das tradicionais emissoras de rádio sim, mas e da evolução tecnológica? Pessoalmente não utilizo mais os serviços das FMs e AMs há bastante tempo pois troquei por podcasts. Sei que muitas pessoas ainda escutam suas músicas/notícias utilizando as rádios, mas vamos lá, já não está na hora de dar o próximo passo?

Não estou falando de músicas online como substituto, até porque acesso à Internet aqui no Brasil ainda é luxo e funciona bem mais ou menos. Esse manifesto da NAB me parece aquela “mania do velho” (não estou me referindo à idade), aquele apego ao antigo e medo do novo. Me lembrou a história de uma associação de livreiros brasileiros tentando impedir a entrada de livros digitais no país.

Mas o que poderia substituir as “frequências moduladas (FM)”? Simples, rádio digital. Sabiam que existem diversos padrões diferentes que poderiam ficar no lugar das transmissões atuais? Com isso há “melhoria da qualidade do som (rádio AM com qualidade de FM e rádio FM com qualidade de CD) e em mais opções para o ouvinte, como letreiros digitais com informações adicionais como notícias e previsão do tempo” – texto da Wikipédia.

Atualmente estão em uso/teste os seguintes formatos: IBOC (In-Band On-Channel) – americano, DAB (Digital Audio Broadcasting), DAB+ e DRM (Digital Radio Mondiale) – europeus, ISDB-TSB (Integrated Services Digital Broadcasting, Terrestrial, Segmented Band) – japonês e Sirius, XM e World Space (rádios via satélite). Ou seja, não faltam opções para ficar no lugar da antiga FM.

Mas voltando aos motivos da NAB. Para mim fica claro que ela está fazendo isso pois as emissoras de rádio normais perderam seus usuários com tantas opções online chegando ao mercado. Já do lado das fabricantes de smartphones, principalmente a Apple, a idéia é vender música ou assinatura de serviços online.

Que tal a gente “pensar fora da caixinha” (ok, frase bem manjada) e começar a conhecer outras opções ao invés de ficar olhado para trás?