Nike+ Run Club – Opinião após algumas semanas de treino

Aplicativo Nike+ Run Club
Aplicativo Nike+ Run Club

Já era para ter comentado sobre a atualização que a Nike fez em seu principal aplicativo, o Nike+ Running, que além da mudança no nome (agora Nike+ Run Club) sofreu uma metamorfose total. Demorei um pouco pois precisava testar na prática para poder conhecê-lo melhor.

Novidades

Antes de passar a minha opinião vou falar sobre as mudanças no aplicativo. Foram muitas e por isso vou citar apenas algumas:

  • Planos de treinamento – Já era um recurso presente na versão anterior, mas agora ficou mais personalizável. Comece escolhendo uma opção (Iniciante, Performance ou Prova específica) e depois entre com suas informações pessoais.
  • Adaptativo – Para mim um dos melhores recursos. Ele serve de complemento ao item anterior já que muda seus treinos conforme você evolui.
  • Treinador em sua língua – Pode parecer uma coisa simples, mas era algo que faltava na versão anterior um retorno de voz em português.
  • Integração da plataforma – Não sei como as outras empresas não fazem isso (ok, algumas  poucas fazem). Se você desenvolve aplicativos diferentes para exercícios diversos me parece obvio que eles conversem entre si. E foi isso que a Nike fez nesta versão. O treino que você faz no Nike+ Run Club “fala” com o do Nike+ Trainning Club.
  • Comunidade Nike+ – Agora é possível se inscrever nos eventos organizados pela Nike (no Brasil existem apenas no Rio apesar de também mostrar São Paulo).
  • Redes sociais – Interessante para quem gosta de compartilhar os treinos nas redes sociais (quem não gosta?). Agora conta com “adesivos” para inserir em suas fotos e postar aonde quiser. Para quem usa no iPhone agora também é possível integrar com os novos recursos do iMessenger através de stickers (alguns até animados).

Pontos à melhorar

Tudo muito legal, mas o aplicativo veio com alguns bugs na primeira versão que acabaram enfurecendo muitos usuários. Felizmente os problemas já foram corrigidos e pelo menos aqui tudo está funcionando bem. Ainda assim sinto falta de alguns recursos que existiam antes, os quais espero que a Nike traga de volta. Dentre eles os desafios entre amigos e as medalhas de incentivo.

Tem alguns detalhes que acredito que o tornaria ainda melhor. Por exemplo retorno de voz para informar fim do treino. Se você não ficar de olho na quilometragem vai acabar correndo mais do que deveria. Outro ponto é sobre os treinos de tiro, nestes você precisa informar manualmente quando está fazendo os intervalos ou iniciando os sprints, poderia ser automático.

Treinamento no dia a dia

Você não disse que iria falar sobre o aplicativo após algumas semanas de treino?” Sim, é verdade e farei isso agora.

Já que a idéia era testá-lo na prática, porque não fazer isso unindo também ao meu próximo objetivo na corrida? A Maratona. Pensando assim resolvi pegar o treino específico para esta prova. Inseri minhas informações, a quantidade de corridas por semana, meu nível e tudo mais, com isso ele me retornou um planejamento de 26 semanas.

Como já corro há alguns anos e tenho um certo condicionamento os primeiros treinos me pareceram fracos. Pouca distância a percorrer, velocidade bem baixa e nada de tiros. Desanimei com isso e achei que não iria seguir com este planejamento. Ledo engano.

Lembra que falei que o aplicativo se adapta? Pois é, há uma analise dos seus resultados nos treinos normais e também no que ele chama de “treinos de referência”. Estes últimos são curtos (15 minutos) mas intensos. São 7 minutos de aquecimento, 3 gradativos na sua maior velocidade e 5 de desaquecimento. Com isso o aplicativo redefine a velocidade média de todo o programa de treinamento.

Com isso meu planejamento que estava bem fácil no começo está cada vez mais difícil. O bom é que estou sentindo uma diferença considerável no meu rendimento e começo a ter certeza de que vou conseguir os tão sonhados 42.195 metros da Maratona.

Ah! Já estava me esquecendo de um detalhe. Se forem utilizar o Nike+ Run Club fiquem atentos às mudanças no planejamento. Isso normalmente acontece no domingo à noite quando ele fecha o período e te mostra seu histórico. Neste momento ele reavalia seu rendimento e pode redefinir a semana seguinte. Comigo aconteceu de um treino que antes estava previsto para terça-feira ser antecipado para segunda-feira. Acabei não vendo isso e perdi um treino. Ainda bem que dá para reordenar os dias de treino (o que também irá refletir no planejamento futuro).

Enfim, como andam os treinos com o aplicativo? Ainda estou no meio da semana sete e tenho mais dezenove pela frente, ou seja, muuuuitos quilômetros ainda para correr (670 para ser mais exato). Por enquanto estou gostando bastante da nova versão no Nike+ Run Club e acho que vou com ele até alcançar meu objetivo.

Para finalizar, a melhor parte, o aplicativo é totalmente gratuito, incluindo os treinamentos, e está disponível tanto para iOS quanto para Android.

QR-Code Nike+Run Club iOS

Download na iTunes App Store

QR-Code Nike+Run Club Android

Baixar no Google Play

Nike+ Training Club – Algumas semanas depois

Nike+ Training Club - Algumas semanas depois
Nike+ Training Club – Algumas semanas depois

Como comentei há algumas semanas atrás, testei por algumas semanas a ultima versão do aplicativo Nike+ Training Club. Foram algumas semanas de muito suor para colocar à prova os treinamentos elaborados por este “treinador de bolso”.

Nos primeiros dias de teste não coloquei à prova os treinos personalizados pois queria ver como eram os treinamentos livres. Acabei escolhendo aleatoriamente para poder ter uma visão geral destes. Acredito que isso não seja o mais indicado, mas resolvi fazer assim para ter um primeiro contato com exercícios diversos e não ficar apenas nos mais indicados para mim. Foi interessante pois acabei conhecendo diversos exercícios que nunca havia feito antes.

Ainda na parte “em destaque” existem diversos programas prontos criados por atletas convidados pela Nike. Claro que estes programas não se encaixam para todos, mas há algumas sequências bem legais. Por exemplo descobri alguns exercícios para serem feitos em dupla. Achei bem bacana isso e não me lembro de ter encontrado qualquer outro aplicativo que tenha este recurso.

Nike+ Training Club
Nike+ Training Club

Mas vamos ao que realmente interessa: os treinos personalizados. Existem basicamente 4 tipos de planos voltados para objetivos diferentes. O primeiro é para quem está começando nos exercícios, o segundo para quem tem como meta perder peso, o terceiro para quem deseja ganhar massa corporal e por fim um para ganho de força.

Ao escolher seu objetivo vem a parte de configuração do plano escolhido. É aqui que o treinamento é refinado para cada um. Neste ponto você pode indicar se quer utilizar algum tipo de equipamento, quantos treinos por semana deseja fazer, se quer incluir uma corrida (integrado com o aplicativo Nike+ Running), seu nível de atividade atual, indicar algumas informações pessoais como altura e peso, e por fim em que data deseja começar a treinar.

Ao terminar estes passos o aplicativo monta a sua planilha de treinos e mostra como será sua primeira semana (com opção para ver todas as demais caso deseje).

Exercícios

Quando comecei o primeiro treino achei que havia feito alguma configuração errada pois estava muito fácil. Mas bastou continuar para ver como estava errado nesta impressão. Acreditem, os exercícios começam bem leves mas vão aumentando a dificuldade e ficando cada vez mais fortes. No final do primeiro dia de treino estava exausto, mas bastante contente com o resultado.

Para meus testes escolhi sempre fazer exercícios sem uso de equipamentos acessórios, ou seja, nada de barras, alteres, aparelhos de ginástica ou qualquer outra coisa. Pessoalmente gosto mais assim pela facilidade de poder treinar em qualquer lugar e hora sem depender de ter uma academia por perto. Não é o meu caso, mas se você viaja muito isso pode fazer uma grande diferença.

Integração

Um ponto positivo a comentar é a integração do Nike+ Training Club com outros da mesma empresa. Hoje consegue mesclar seus exercícios com o Nike+ Running e muito provavelmente irá fazer o mesmo com o Nike+ Running Club (sim, vem novidade por ai). Não sei se com os aplicativos mais antigos (Nike+ Move, Fuel e Futebol) há esta integração, não testei.

Para quem tem iPhone o aplicativo se integra com o Apple Saúde e grava os dados de energia ativa, exercícios e a pontuação de NikeFuel. Isso é uma coisa que sinceramente não entendo porque os desenvolvedores não colocam como padrão em seus aplicativos voltados para exercício.

Opinião final

Gostei bastante do Nike+ Training Club e vou mantê-lo em minha rotina de treinamentos. Mesmo não tendo o lado motivacional presente em outros deste tipo vale à pena pelos ótimos exercícios, ainda mais sendo todos gratuitos não requerendo sequer qualquer tipo de assinatura.

Existe muito mais por trás deste aplicativo, como por exemplo rede social própria da Nike, os dados sobre eventos e locais de treinamento dos clubes e desafios da comunidade de usuários. Mas isso deixo por conta de vocês, baixem o aplicativo e conheçam.

QR Code iOS

Download na iTunes App Store

QR Code Android

Baixar no Google Play

Fone Sony MDR-AS400EX vale à pena? – Review

Fone Sony MDR-AS400EX
Fone Sony MDR-AS400EX

Geek que é geek não sai de casa para correr/pedalar sem uma playlist musical ou mesmo alguns podcasts. Eu mesmo sou um que não consigo curtir uma corrida sem isso. Por este motivo sempre estou em busca de um bom fone para os treinos.

A Sony lançou recentemente um fone de ouvidos, modelo MDR-AS400EX, dedicado à prática esportiva. A divulgação feita pela empresa é de que este fone é ideal para a prática de atividades físicas e também que não caem durante os exercícios. Será mesmo?

Estou com um deste em teste há uma semana e acredito que com isso já posso comentar minhas impressões. Rodei pouco mais de 130km com ele (pedalando e correndo) além ter utilizado também em exercícios diversos e em momentos de descanso. Posso afirmar que a Sony caprichou neste modelo.

Os fones realmente são muito confortáveis e não caíram em momento algum dos treinos. Além disso o conforto das alças de silicone para ajuste é um ponto que gostei bastante. Mal dá para perceber que estão “enroladas” ao redor das orelhas. Sem contar que não atrapalha em nada as hastes de óculos escuros.

A qualidade sonora é boa, mas nada de espetacular. Não perde em nada para outros modelos que já testei, mas também não é surpreendente. Tem uma acústica boa, graves de qualidade, bom isolamento externo e tudo mais. Mas lembre-se de que este fone é para praticantes de esportes e não para audiófilos.

Um teste que não realizei por completo, mas que a Sony promete, é que o MDR-AS400EX resiste à suor e respingos de água. Quanto ao suor posso garantir que até agora está resistindo muito bem, veremos na próxima chuva se ele também sobrevive.

Adaptador para ajuste de tamanho de fio
Adaptador para ajuste de tamanho de fio

Para quem reclama do tamanho dos fios de fones, este aqui tem 1,2m de ponta à ponta. Pode parecer grande para uso em exercícios (e de fato é), mas ele conta com um acessório para ajuste do tamanho e que também serve para prender à roupa ou braçadeira de smartphone. Gostei disso pois assim pude deixá-lo do tamanho ideal para mim.

Opinião final

Gostei bastante deste fone para meus treinos de corrida de pedalada. Se ajustam muito bem às minhas orelhas/ouvidos e a possibilidade de adaptar o tamanho do fio é um ótimo recurso. O som atende muito bem às minhas expectativas para um fone deste tipo. Até o preço não é dos mais caros (sugerido pela Sony por R$199). Então voltando à pergunta do título deste review: Sim vale à pena este fone para atividades físicas.

O fone pode ser encontrado diretamente no site da Sony ou mesmo em outras lojas.

Review fone Mumo Bluetooth, da ROCK

Fone Mumo Bluetooth, da ROCK
Fone Mumo Bluetooth, da ROCK

Há algumas semanas comecei a testar o fone Bluetooth Mumo da empresa ROCK. A ideia de adquirir este fone foi para utilizá-lo em atividades físicas como corridas e pedaladas. Por este motivo este review será com foco neste sentido.

Vamos ao fone:

Sua construção é muito boa e aparenta uma qualidade surpreendente visto seu preço (em torno de R$200). O cabo flat não enrola, vem com imãs nas pontas para que se juntem ao redor do pescoço, conta com diversas borrachas para se adaptar a tamanhos diferentes de ouvidos e acompanha até mesmo um redutor de cabo para que não fique balançado muito ao utilizar.

A qualidade sonora é boa e acredito que agrada a maioria das pessoas. Graves razoáveis que não decepcionam, mas não vá compará-los com fones mais caros pois ai sua percepção irá mudar. Por fim, conta com um controle multifuncional que permite ajuste de volume, navegação por músicas e até mesmo atender ligações.

Uso em esportes

Dito isso, como fica seu uso durante o esporte? Após 90km correndo e 150km pedalando com este fone acho que já dá para deixar minha opinião.

Como disse acima, a ideia era usar durante meus treinos pela facilidade que proporciona o Bluetooth. Se fios sobrando já são ruins em casa ou no trabalho, imagina correndo ou pedalando. O pequeno tamanho e pouco peso deste fone foram alguns dos principais motivos pela escolha. Aliados à isso veio o fato deste ser resistente ao suor, o que já me fez perder diversos outros fones Bluetooth.

Vi comentários por ai (inclusive recebi alguns via Twitter) reclamando sobre a autonomia de bateria. O prometido pelo fabricante é uma duração entre 4 e 6 horas. Sinceramente não vejo problema nisso.

Widget de estado da bateria

Pensando em seu uso para corridas, vamos analisar: Normalmente os treinos vão de 30 minutos à 1 hora. Para os corredores mais avançados isso pode chegar a 2 horas ou mais. Então dá para aguentar entre 2 a 8 treinos dependendo de seu nível e considerando apenas a menor autonomia anunciada. Dá até para correr uma maratona inteira com apenas uma carga.

Por falar em carga, outro ponto interessante é que leva em média apenas 1 hora e meia para abastecer sua bateria via cabo micro-USB (carregador não incluído na caixa). Sendo assim, meia hora de carga já dá para um treino tranquilamente. É aquele tempinho que você tem entre levantar cedo, fazer um lanche pré-treino e se arrumar para correr.

Já estava quase me esquecendo. Um recurso legal deste fone é informar ao iOS (caso vá utiliza-lo com iPhones) o estado da sua bateria. Desta forma fica fácil saber, via widget nativo do iPhone, a quantas anda a carga e recarregá-la antes de seu fim.

Pontos negativos

Mas nem tudo é positivo neste fone. Vamos ao pontos que não gostei:

O fato deste modelo não ter algum apoio sobre as orelhas torna seu uso quase impossível durante as corridas. Experimentei todos os seus modelos de borracha para encaixe mas ainda assim ficou caindo, mesmo utilizando o ear-hook que o acompanha. Este é um acessório que teoricamente fixaria o fone na parte interna da orelha. Infelizmente comigo isso não funcionou e ainda ajudou a tornar seu uso ainda mais incômodo pois machuca.

Acho que para melhorar o uso, este fone deveria vir com um ear-hook diferente. Ao invés de um interno, deveria ser externo como este da imagem abaixo.

Ear-hook que ajudaria
Ear-hook que ajudaria

Como falei antes, a bateria até que aguenta bem, mas fique atento aos avisos sonoros que ele emite quando esta está acabando. Em torno de 20% de carga ele começa a avisar, mas quando chega em 15% ele simplesmente desliga. Assim sem mais nem mesmos, ou seja, esse finalzinho de energia é descartada.

Opinião final

Vou continuar utilizando para corridas e pedaladas? Não. Ficar saindo da orelha pode até não ser tão chato em treinos mais curtos, mas imagine ter de ficar arrumando isso por 10km, 15km, 21km… Simplesmente não dá. Para exercícios de academia ele funciona muito bem já que não tem movimentos de tanto impacto quanto a corrida.

Aqui ele vai ficar mesmo para uso em estudos, trabalho ou no dia a dia. Se o seu foco para este fone não for correr/pedalar, pode comprar que vale o investimento. Barato, qualidade boa, controles multifuncionais e bom som. Do contrário…

Ele pode ser encontrado em algumas lojas online, mas recomendo a MM Store do MacMagazine.

Outros acessórios para a Garmin Virb Elite

Garmin Virb Elite
Garmin Virb Elite

Não tem muito tempo resolvi adquirir uma câmera de ação para poder filmar minhas corridas e também momentos de lazer com a família. A câmera escolhida para isso foi a Garmin Virb Elite como pode ser visto no unboxing que publiquei neste outro post.

De lá para cá a brincadeira ficou cada vez mais legal e com isso acabei adquirindo alguns acessórios para este aparelho. Hoje vou comentar sobre alguns destes, mas caso gostem deste tipo de acessório não se prendam ao modelo desta câmera. Todos abaixo existem também para praticamente qualquer modelo de câmera e as dicas valem independente de qual você tenha.

Não vou citar novamente o case de mergulho e acessórios já inclusos na caixa. Qualquer coisa é só dar um pulo lá no review da Garmin Virb Elite que estes estão comentados lá.

Suporte para tripés

Estranhamente a Garmin não inseriu este acessório tão básico no kit da câmera, o que obriga a mais uma aquisição caso utilize um tripé convencional ou daqueles articulados da Gorilla. Realmente não entendi o porque da Garmin não o incluir na caixa da câmera, é o tipo de coisa que não faz muito sentido. Enfim…

Suporte para tripés
Suporte para tripés

Bateria extra

Se já saiu para filmar/fotografar longe de uma tomada sabe que é imprescindível ter uma outra bateria à mão. Ainda mais se sua câmera tem GPS, Wi-Fi e/ou Bluetooth. Pode apostar, em algum momento você irá ficar sem energia. Tenha sempre pelo menos uma bateria extra por perto. A da Garmin dá uma autonomia de até 3 horas de filmagem.

Bateria extra
Bateria extra

Kit de carregamento

Não adianta muito ter uma bateria extra se ela estiver sem energia. Claro que é possível carregá-la diretamente na câmera, mas isso fará com que você tenha de deixá-la plugada na tomada por horas já que terá de abastecer todas as suas baterias.

Suponha que você tenha duas baterias. Com o kit de carregamento será possível reduzir pela metade este tempo já que pode-se deixar a câmera e o kit executando está tarefa ao mesmo tempo. Ou ainda você pode sair para filmar e deixar a segunda bateria carregando. Como extra, o kit vem com diversos conectores diferentes que são bastante úteis em viagens internacionais.

Kit de carregamento
Kit de carregamento

Suporte de pulso

Este suporte serve para prender a câmera ao pulso e fazer algumas imagens nas quais você não tem como segurá-la. Um exemplo de situações assim e que este suporte cai muito bem são montanhas russas, saltos de pára-quedas, saltos de penhascos, bungee jumping… Este da Garmin acompanha uma tira extra para estender a principal caso seja necessário.

Suporte de pulso
Suporte de pulso

Controle remoto

Este acessório chegou após a gravação do vídeo, por isso não aparece lá. É outra coisa que parece um tanto duvidosa antes de utilizar, mas depois disso faz todo sentido a sua aquisição. Quer alguns exemplos disso? Tente iniciar uma gravação com a câmera em um monopod (mono-pé, pau-de-selfie chame como quiser) e verá que não é uma tarefa dais mais práticas. Outro exemplo é fotografar debaixo d’água com o case de mergulho já que este permite apenas iniciar/pausar filmagens.

Antes que me esqueça, sim este controle remoto é à prova d’água e aguenta os mesmos 50 metros de profundidade do case de mergulho.

Controle remoto
Controle remoto

Case de transporte

Ok, até agora já foram vários acessórios que somados aos cabos, carregadores, cartões de memória, tiras extras, parafusos de regulagem, suportes para prender a câmera à capacete ou superfícies retas já dá um volume considerável. Como fazer para transportar tudo isso?

Recentemente adquiri um case para material fotográfico da Sandmarc chamado Action Gear. Ele é feito especificamente para material de filmagem de ação. Existem diversos modelos parecidos no mercado. Gostei deste da Sandmarc já que posso organizar meus itens da forma que achar melhor, inclusive removendo suas divisórias internas.

Case Action Gear x case convencional
Case Action Gear x case convencional

A GoPole é uma das marcas mais famosas neste sentido e me parece ser a que faz os melhores. Mas antes de adquirir um case fique atento para um detalhe importante. A maioria deles é feita para acessórios específicos já que contam com seus respectivos encaixes. Isso é muito interessante se você tiver apenas estes acessórios, mas se comprar um diferente seu case já era.

Monopods

Agora vou comentar sobre algo que muita gente acha ridículo pois ficou muito difamado pelos narcisistas de plantão que fazem selfies o tempo todo. Sim, os famosos páus-de-selfie (não, me recuso a chamar assim) são monopods.

Se você é um desses que torcem o nariz para estes acessórios, peço que deixe o preconceito de lado pois são sim muito úteis para filmagens e fotografias de ângulos diferentes. Nos esportes mais radicais são eles que permitem algumas das melhores cenas.

Voltando aos meus, tenho dois diferentes para situações bem distintas. Nenhum destes é oficial da Garmin, até porque acho que a empresa sequer comercializa estes produtos.

O primeiro, da VXCase, é de alumínio e vem com articulações de pressão semelhantes às de tripés para poder estender seu tamanho. Este tenho utilizado em minhas corridas já que é bem leve e resistente. Aliás precisa ser leve já que irá somar ao peso da câmera e qualquer coisa que vá carregar durante uma corrida irá pesar uma tonelada após 10, 15, 18, 21 quilômetros.

Monopod VXCase
Monopod VXCase

O segundo que tenho é o Evo da GoPole. Ele é totalmente transparente para que fique quase imperceptível nas imagens feitas dentro d’água. Não apenas para mergulho, mas funciona muito bem também em parques aquáticos e piscinas já que não aparece muito nos vídeos. Além disso é flutuante para que a câmera suba à superfície caso eu a solte na água.

Evo da GoPole
Evo da GoPole

Gorillapod

Este é um tripé articulado muito prático para poder posicionar a câmera em locais diferentes dos convencionais como galhos de árvore, grades de quadras esportivas, postes ou qualquer outro local que irá te proporcionar um ângulo legal para suas filmagens.

Gorillapod
Gorillapod

Por enquanto é isso, esta é a minha atual lista de acessórios para filmagens de ação. Caso vocês tenham algum outro diferente por favor compartilhem nos comentários.