Como escolher um gimbal para smartphones

Spread the love
Como escolher um gimbal para smartphones
Como escolher um gimbal para smartphones

Pensei em escrever este post porque outro dia um vizinho me procurou para perguntar sobre gimbals para smartphones. Ele queria uma dica sobre que modelo comprar, valor, como era o uso deste tipo de acessório e outras coisas. A ideia dele era utilizar para filmar sua empresa e também usar em férias com a família.

Como estas informações podem ser úteis para mais pessoas resolvi trazer aqui algumas dicas e considerações para que avaliem na hora de adquirir um produto deste tipo. Vamos lá?

O que são gimbals para smartphone?

A primeira coisa antes de pensar em um gimbal para smartphones é entender o que é exatamente isso e para que serve. Basicamente são acessórios eletrônicos utilizados para estabilização no momento da captura de imagens. Eles ajudam a tornar os seus vídeos em algo mais bonito para assistir já que eliminam a tremida quando filmamos com o celular na mão.

Sabe aquela tremedeira muito comum, principalmente quando filmamos caminhando? É isso que ele tenta eliminar. Preste atenção nisso: TENTA. Eles não fazem milagre, não basta utilizar um para que seus vídeos fiquem perfeitos. 

É preciso aprender a utilizá-los para tirar o melhor proveito de seus eixos de estabilização. Não basta colocar o smartphone e sair usando, é você terá de treinar alguns dias antes de sair para filmar. Qualquer dia desses escrevo aqui um post com dicas de uso também.

Eixos de estabilização

A maioria dos gimbals utiliza três motores em seus eixos para estabilizar seus movimentos de filmagem. São eles: Tilt, Pan e Roll que respectivamente se encarregam de cuidar dos movimentos vertical, horizontal e diagonal 

Eixos de um gimbal
Eixos de um gimbal

Estes gimbals são muito parecidos com os usados em câmeras tradicionais na sua proposta, mas claro, menos potentes e mais baratos do que seus irmãos profissionais. Uma das maiores diferenças também está em seu preço. Estes aqui custam bem menos.

Qualidade do material

Os gimbals para smartphones, até por serem mais baratos, geralmente tem este reflexo na escolha do material com que são feitos. Na grande maioria (na verdade todos eles) são fabricados em plástico de baixo ou médio custo. Isso não necessariamente muda seu desempenho já que smartphones não são muito pesados, mas fique atento ao tipo de plástico. Alguns podem ser realmente frágeis e com o tempo isso pode se tornar um problema.

Muitos dos modelos disponíveis no mercado contam com plástico reforçado com náilon ou alumínio. Estes são mais resistentes e durarão mais. Evite aqueles modelos muito leves e de qualidade duvidosa no plástico. Regra geral: Está muito barato, desconfie.

Peso máximo suportável

Outra informação importante ao escolher um modelo é o peso máximo que suporta. É preciso saber com quanto seus três motores podem trabalhar. Quanto mais fortes mais fácil eles irão estabilizar seu smartphone.

Cuidado para não escolher um com pouca força ou ele poderá não dar conta do seu smartphone. Alguns até conseguem trabalhar com mais peso do que o indicado pelo fabricante, mas isso pode colocar mais pressão sobre os motores, gastar bateria mais rapidamente, possivelmente com o tempo desgastar seus motores e acabar por inutilizá-lo.

Na lista abaixo é possível ver a capacidade máxima de alguns dos modelos mais populares no mercado atualmente.

  • Feiyu G6 Plus – 800g
  • Zhiyun CRANE-M2 – 720g
  • Hohem iSteady Multi – 400g
  • Snoppa Atom – 310g
  • Moza Mini-Mi – 300g
  • Hohem iSteady – 280g
  • Freevision VILTA-M Pro – 275g
  • MOZA MINI-S – 260g
  • Zhiyun Smooth Q2 – 260g
  • Gimpro One – 260g
  • Vlog Pocket – 240g
  • DJI Osmo Mobile 2 – 240g
  • EVO SHIFT – 220g
  • Zhiyun Smooth 4 – 210g
  • Feiyutech Vimble 2 – 210g
  • Freevision Vilta M – 208g
  • DJI Osmo Mobile 3 – 200g
  • Zhiyun Smooth Q – 200g

Considere que além do peso de seu smartphone você também poderá futuramente incluir outros acessórios, tais como lentes, filtros polarizadores, cases, microfones… Isso irá aumentar bastante o peso.

Um smartphone pode variar muito de peso e isso será crucial para a escolha. Por exemplo, um Galaxy Note 20 pesa 192 gramas, o que está dentro das capacidades de todos os modelos acima. Já um iPhone 11 Pro Max, um dos mais pesados com seus 226g, sozinho ultrapassa os seis modelos da base desta lista. Dependendo da lente para smartphone que utilizar, a maioria dos gimbals listados não o irá suportar.

Peso do gimbal

Não é apenas com o peso do seu smartphone que precisa se preocupar. O peso do gimbal também deve ser levado em consideração. No geral eles até que não são muito pesados, mas lembre-se de que você ficará com eles nas mãos durante suas produções e também na mochila durante o transporte. Some a isso os outros acessórios e segure por algumas horas… garanto que não parecerá mais tão leve.

Vamos aos pesos de alguns modelos populares.

  • Feiyu G6 Plus – 663g
  • Freevision VILTA-M Pro – 650g
  • Zhiyun Smooth 4 – 547g
  • Moza Mini-Mi – 543g
  • Hohem iSteady Multi – 530g
  • Freevision Vilta M – 520
  • Zhiyun Crane-M2 – 500g
  • MOZA MINI-S – 498g
  • DJI Osmo Mobile 2 – 485g
  • Gimpro One – 460g
  • EVO SHIFT – 449g
  • Snoppa Atom – 440g
  • Zhiyun Smooth Q2 – 430g
  • Feiyutech Vimble 2 – 428g
  • DJI Osmo Mobile 3 – 405g
  • Zhiyun Smooth Q – 400g
  • Hohem iSteady – 365g
  • Vlog Pocket – 272g

Recomendo colocar lado a lado o peso do gimbal que escolher e com a sua capacidade máxima de uso para ter uma melhor ideia.

Duração de bateria

A autonomia de bateria também influencia na escolha. Quanto maior sua duração mais tempo você poderá trabalhar sem necessitar de recarga. Lembre-se também que quanto maior a capacidade de bateria maior será também o tempo na tomada para carregar.

Maior bateria também pode ser útil por outro motivo. Vários modelos permitem que ela seja compartilhada com o smartphone com se fosse uma powerbank. É ótimo poder ter esta opção quando se está filmando longe de uma tomada.

Sendo assim, vamos novamente à lista novamente, mas agora ordenado pela capacidade em tempo de uso.

  • Snoppa Atom – 24 horas
  • Freevision VILTA-M Pro – 17 horas
  • Freevision Vilta M – 17 horas
  • Zhiyun Smooth Q2 – 16 horas
  • DJI Osmo Mobile 2 – 15 horas
  • DJI Osmo Mobile 3 – 15 horas
  • Vlog Pocket – 14 horas
  • Feiyu G6 Plus – 12 horas
  • Zhiyun Smooth 4 – 12 horas
  • Zhiyun Smooth Q – 12 horas
  • Gimpro One – 12 horas
  • EVO SHIFT – 12 horas
  • Hohem iSteady – 12 horas
  • Moza Mini-Mi – 10 horas
  • Hohem iSteady Multi – 8 horas
  • MOZA MINI-S – 8 horas
  • Zhiyun Crane-M2 – 8 horas
  • Feiyutech Vimble 2 – 5 horas

Outro detalhe importante. Estas durações são indicações apenas e podem variar muito para mais ou para menos conforme for a força com que os motores dos eixos irão trabalhar. Alguns permitem que você configure isso.

Funções do gimbal

Pesquise também o que o gimbal é capaz de fazer além de estabilizar. Vários modelos contam com recursos extras bem interessantes que podem lhe proporcionar outros tipos de produção, incluindo fotográficas.

Os recursos mais comuns hoje são, mas os únicos, são estes:

  • Vórtice 360° (girar o smartphone durante filmagens)
  • Posição retrato e paisagem
  • Efeito de vertigo
  • Time-lapse
  • Motion-lapse
  • Hyper-lapse
  • Follow Mode (seguir que está sendo filmado)
  • Detecção de rosto
  • Modo Phone Go (muito útil para movimentos mais rápidos)
  • Entrada de microfone
  • Modos panorâmicos de fotografia
  • Controle de zoom / foco
  • Carregamento sem fio
  • Troca rápida de modo da captura (retrato / paisagem)
  • Transmissão ao vivo
  • Integração com outros aparelhos (câmeras normais e esportivas)
  • Integração com aplicativos extras (FilmicPro por exemplo)
  • Outros…

Confiabilidade

Preço menor (ou maior) não quer dizer que seja o gimbal mais confiável. Não se limite a escolher apenas pelo menor preço, esta pode não ser a melhor opção (o contrário também é verdade). Existem modelos que com o tempo perdem a capacidade de calibragem por desgaste de seus motores. Isso irá fazer com que seu smartphone fique torto durante as filmagens.

Possibilidade de reparo ou garantias normalmente são fatores importantes, mas lembre-se de que isso dificilmente será realizado porque não há lojas ou assistências técnicas para eles aqui no Brasil (não na maioria das marcas). É melhor se preocupar com quais são os modelos mais resistentes para poder utilizá-los por mais tempo sem problemas.

Possibilidade de uso de acessórios

Com o tempo você poderá querer utilizar acessórios diversos em suas produções. Microfones, extensões, bateria externas e outras coisas. Então verifique se o modelo conta com entradas extras para que possa aparafusá-los. Entradas com o tamanho de 1/4 são as mais comuns, assim como portas “cold-shoe”.

Aplicativos

Não conheço algum gimbal que tenha seu aplicativo apenas para um ou outro sistema (iOS e Android), todas as empresas disponibilizam seus modelos já compatíveis com ambos. Mas há a possibilidade de não estarem traduzidos para um idioma que você consiga utilizar.

Basicamente todos funcionam em inglês (português é muito raro) e há aqueles em que as descrições das atualizações aparecem apenas em chinês, sendo preciso traduzir para entender o que mudou (Zhiyun é um exemplo). Mas o importante mesmo é que estes aplicativos permitam uma boa interação entre os botões do gimbal e os recursos de seu smartphone.

Voltando a questão sobre iOS e Android, existem alguns gimbals que funcionam melhor com um ou outro sistema. Dizem que alguns modelos da Zhiyun não funcionam em sua totalidade de recursos com aparelhos Android. Não posso confirmar isso já que uso com iPhone (e com a Sony A6600), mas é bom se certificar que a sua escolha funcione bem com seu aparelho.

Preços

Por fim chegamos aos preços. É aqui que várias dúvidas acabam (ou aumentam) na escolha de um gimbal. Quanto você está disposto a investir nisso? Vale a pena? É realmente útil? As respostas para estas perguntas são muito pessoais e isso apenas você saberá responder.

Lembre-se de que estes acessórios são mais indicados para quem irá produzir vídeos um pouco mais elaborados e profissionais, o que não impede que você adquira um para filmagens corriqueiras.

Hoje para comprar um bom gimbal esteja pronto para investir algo entre R$700,00 e R$1800,00. Um pouco mais, um pouco menos também é possível, basta procurar por boas ofertas em sites como Amazon, AliExpress e até Mercado Livre. Mas tenha cuidado com modelos de marcas desconhecidas ou muito baratos. As vezes uma economia pode sair bem cara.

Reviews

Aqui no NPossibilidades publiquei há algum tempos dois reviews de gimbals que tenho aqui comigo. Caso queira estão listados abaixo: