O uso Geek de uma mochila de hidratação

Cadê a mangueira de hidratação?
Cadê a mangueira de hidratação?

E não é que repararam nas minhas fotos/vídeos da Maratona do Rio de Janeiro a falta da mangueira de hidratação na mochila que levei? Pois é, algumas pessoas vieram me perguntar porque levei uma se não usei para hidratação que é o seu intuito. Eita povo observador.

Levar uma mochila como estas é mais recomendado para provas de trilha e/ou em qualquer treino maior no qual não haverá água para beber. Este não é o caso de provas como a Maratona já que haviam diversos postos de hidratação no caminho. Então porque levei?

Além de itens comuns em corridas longas como gel de carboidrato, sal, algum documento de identificação e algo para comer o lado geek falou alto. Claro que levei alguns acessórios dentro da mochila.

Vamos à lista:

  • Bateria externa para o iPhone
  • Bateria extra para a Garmin Virb Elite (câmera de ação)
  • Mini tripé e bastão de mão (me recuso a chamar de “pau-de-self”) para filmagens/fotos

A mochila possui dois bolsos frontais de fácil acesso feitos para transportar garrafas de água. Um destes usei para guardar o celular, assim ficou simples manuseá-lo quando precisei, e o outro alternei entre copos de água ou a câmera.

Na parte de trás guardei todo o resto da lista acima, claro que as baterias devidamente protegidas de água via bolsas impermeáveis (dessas facilmente encontradas na Internet ou camelôs).

Cabe aqui um adendo interessante para os geeks corredores. Os iPhones nunca foram exemplo de bateria com autonomia boa (ô saudade da Nokia). Mas a bateria do iPhone 7 me surpreendeu positivamente. Mesmo colocando em modo de economia de energia achei que teria de recarregá-lo durante a prova (por isso uma bateria externa na mochila). Como já esperava por isso desencanei e comecei a ouvir música bem antes da corrida começar.

Por incrível que pareça o iPhone ficou 5:30 (isso mesmo, cinco horas e meia!) tocando música e ainda assim restaram 60% de bateria quando cheguei de volta ao apartamento. Juro que para mim foi surpresa.

Voltando a falar sobre a mochila, esta que usei é uma da Kaleji e está disponível tanto no modelo masculino quanto feminino. Existem diversas semelhantes a esta no mercado com preços variados. Caso se interesse vale acho que vale a pena dar uma pesquisada por ai.

E a Maratona treinando com aplicativos?

Há alguns meses escrevi um texto falando sobre minha ideia de treinar para corridas apenas com a utilização de aplicativos (texto completo aqui). Nesta época disse que voltaria a falar no assunto quando tivesse alcançado meu objetivo de completar uma maratona. E ai, será que deu certo?

Orgulhosamente posso dizer que sim, consegui correr uma maratona! Domingo passado (18 de Julho de 2017) participei da Maratona Caixa do Rio de Janeiro, uma das, se não a prova mais bonita do Brasil. Ok, tem uma ainda mais bonita em Fernando de Noronha, mas lá é meia-maratona (um dia corro essa).

Mas voltando ao assunto dos aplicativos, contrariando as expectativas de várias pessoas, treinei utilizando somente estes e consegui concluir os tão difíceis 42,195km da prova. E mais, terminei sem lesões, caibras ou distensões. Ah, e antes que alguém diga que isso pode ter sido por algum fator físico anterior ou sei lá o que, deixa te dizer só mais uma coisa: Logo completarei 40 anos e peso mais de 90kg. Se tudo isso não serve para mostrar que é possível treinar com aplicativo, não sei mais o que pode.

Certo, mas qual foi o escolhido? Dos vários aplicativos que testei durante o ano passado, acabei ficando mesmo com o MY ASICS Run Training nos últimos meses. Este foi o que trouxe para mim o melhor treino e também o que se encaixou com minhas possibilidades de horários. Até utilizei outros aplicativos neste período de treinamento, mas foram para exercícios de força e abdominais já que sou um cara pesado. Mas treino de corrida mesmo foi apenas com o da Asics.

Vou continuar treinando assim e com o mesmo aplicativo? Provavelmente sim, ainda estou meio dolorido, no período pós-prova e restam duas semanas de recuperação da “planilha” dele. Depois disso acho que irei pensar na próxima maratona (ainda sem previsão) e voltar a configurá-lo para recomeçar os treinos. Ultramaratona? Quem sabe um dia?

Mas enfim, se você que está lendo isso e pensa em escolher alguma forma de treinar, tá aqui uma opção. No mais, deixo abaixo o vídeo que fiz durante a prova.

Abraços e bons treinos.

TripPlanner – Aplicativo/programa para organizar viagens

TripPlanner - Aplicativo/programa para organizar viagens
TripPlanner – Aplicativo/programa para organizar viagens

E lá vamos nós novamente pegar a estrada para fazer “maraturismo” (viajar para participar de alguma corrida). Desta vez voltarei ao Rio de Janeiro e agora para tentar a minha primeira maratona. Como de costume, o geek aqui continua sempre procurando e testando aplicativos para tentar deixar a vida mais fácil.

Resolvi agora testar outro aplicativo para gerenciar informações de viagem. Já brinquei com diversos, mas sempre sinto falta de algum recurso. Quando encontro um bom não faz tudo que quero e acabo tendo que utilizar mais de um (ô saudade do finado WorldMate).

Recentemente encontrei uma opção interessante chamada TripPlanner. Ele é formado por uma dupla sendo um aplicativo para iPhone/iPad e um programa para Mac. É bem simples e serve basicamente para gerenciar dados de itinerários, transportes (passagens aéreas, aluguéis de carros, bilhetes de trem…), acomodações e bagagem (roupas, itens de higiene e outros objetos). Tirando a última opção as demais contam também com contagem de despesas.

Os itens da “Packing List” (bagagem) podem ser reaproveitados para diversas viagens diferentes. Contei que você pode cadastrar informações para viagens diferentes e ter até as anteriores guardadas em seu histórico?

No geral o TripPlanner é bem simples e não conta com automações, buscas ou notificações. Neste quesito deixa a desejar para soluções mais modernas, mas a vantagem é que não depende de assinatura, não precisa de internet (importante para viagens internacionais), não fica toda hora tentando te empurrar algum recurso pago e tem a vantagem de poder fazer todo o gerenciamento prévio no Mac (bem mais fácil do que no smartphone). Não precisa sequer criar uma conta para utilizá-lo já que o sincronismo é via iCloud.

Download na iTunes App Store Download na MacAppStore

Deixei de usar o aplicativo Nike+ Run Club. Saibam porque.

Deixei de usar o aplicativo Nike+ Run Club. Saibam porque.
Deixei de usar o aplicativo Nike+ Run Club. Saibam porque.

Como alguns sabem, sou (ou era) usuário assíduo do aplicativo Nike+ Run Club em meus treinos. Sempre considerei este uma das melhores opções para me ajudar na preparação para provas de corrida de rua. Infelizmente de uns tempos para cá a coisa não tem sido tão boa como imaginei com seu uso.

Primeiro tiraram recursos bem legais como os desafios entre amigos e as medalhas de incentivo. Achei que era algo temporário e que voltaria em alguma atualização mas até do site foi removido. Depois vieram os constantes travamentos e perdas de dados de treinamento. E como se isso não bastasse veio a atualização de Fevereiro que impossibilitou o uso do aplicativo já que sequer permitia que eu o abrisse.

Reparem bem nesta informação: Desde Fevereiro sem conseguir abrir o aplicativo. É algo que simplesmente não dá para acontecer em se tratando de uso em treinamentos feitos quatro vezes por semana.

Se observarem nos comentários deixados sobre este aplicativo tanto na App Store quanto na Google Play é possível perceber o descontentamento de vários usuários desde que lançaram as atualizações deste ano (respectivamente 2 e 14 de Fevereiro na versão iPhone e 31 de Janeiro para Android). De lá para cá nada foi feito para corrigir os problemas ou melhorar a experiência de uso e as queixas só aumentaram.

Até mesmo a sincronização que existe com o Training Club (também da Nike) anda apresentando problemas. Não foram raras as vezes em que tentei escolher um plano de treinamento e este ter me apresentado um conflito. Era preciso excluir o treino do Run Club, escolher um no Training Club para só então voltar com o primeiro. Confuso? Sim, muito.

Com os constantes travamentos, tentei ficar com as metas traçadas e marcar manualmente no aplicativo após cada treino. No começo funcionava mas depois até desta forma ficou inviável já que mais travamentos me impediam. Apenas hoje (data de publicação deste post) é que conseguir fazer funcionar novamente o aplicativo, e isso depois de desinstalar e reinstalar várias vezes.

Além dos problemas citados acima, outra motivo que me fez deixar de utiliza-lo foram os treinos recomendados pelo aplicativo. Antes pareciam mais concisos e percebia melhora em meu condicionamento, mas nos últimos meses, mesmo seguindo à risca, não percebia mais qualquer ganho. Pelo contrário, as mudanças automáticas que o sistema faz estavam, em grande parte, me obrigando a correr cada vez menos (tempo e velocidade). Não consigo entender a lógica disso se a meta que tracei nele era correr uma maratona.

Parece que a Nike focou o desenvolvimento deste aplicativo mais em compartilhamento de corridas nas redes sociais e se esqueceu de corrigir os constantes problemas relatados por seus usuários. Pena.

Por conta destes e outros problemas é que deixei de usar o Nike+ Run Club. Hoje sigo as orientações do aplicativo My Asics que está se mostrando ainda melhor do que eu pensava. Estou correndo mais e com treinos progressivos cada vez maiores. Não enfrento qualquer dos defeitos no Nike e tenho me sentido mais confiante na minha meta. Vamos ver se a Nike consegue corrigir estes problemas, da forma como está ela pode ver sua base de usuários começar a cair logo.

Planilha de planilhas de aplicativos para correr/malhar? Como assim?

Planilha de planilhas de aplicativos
Planilha de planilhas de aplicativos

Outro dia publiquei no Instagram uma imagem (parecida com esta acima) com uma planilha que criei de aplicativos que estou utilizando para me exercitar. Algumas pessoas vieram me perguntar o que era isso afinal de contas é comum o uso de planilhas de treinos, por exemplo para corridas, mas não de aplicativos.

Apesar de parecer algo diferente, minha ideia é até que bem simples. Atualmente estes são os aplicativos que mais utilizo para treinar. Sigo as orientações destes para condicionar meus treinos. Mas como são muitos (e meu tempo curto) estava difícil utilizá-los sem algum tipo de organização. Sendo resolvi colocar ordem na bagunça e resultou nesta planilha.

O que fiz foi o seguinte: Comecei com meu foco que é correr uma maratona, então parti primeiro para configurar uma planilha de treinos de corrida dentro do aplicativo My Asics. Este resultou em quatro dias por semana. Com isso fui fazendo o mesmo com os outros mas tentando encaixar suas rotinas nos outros dias. Sendo assim tenho agora uma “planilha de planilhas” de treinos diversos.

É a melhor solução? Não faço ideia, mas é a que melhor consegui para mim. Vai dar certo? Espero que sim, veremos no dia da Maratona do Rio de Janeiro que é minha meta.

Já estava esquecendo de dizer quais são estes aplicativos. Vamos a eles:

Detalhe: Todos estes aplicativos estão disponíveis tanto para iOS quanto para Android. Alguns são gratuitos, outros possuem versões pagas.