Primeiras impressões sobre o EyeEm

Primeiras impressões sobre o EyeEm
Primeiras impressões sobre o EyeEm

Outro dia comentei aqui sobre o aplicativo EyeEm como sendo uma boa opção para quem migrou do Symbian[bb] para o Windows Phone[bb] (que ainda não tem Molome) e também para quem não ficou muito contente com a compra do Instagram pelo Facebook. Há também um rumor (nada confirmado) de que a Microsoft[bb] pode implementar o EyeEm como estratégia de competição aos serviços rivais se o Instagram realmente não for implementado no seu sistema móvel.

Enfim, rumores à parte resolvi dar uma chance a este novo aplicativo/rede social de fotos para conhecê-lo melhor utilizando no Lumia 800[bb]. Ainda mantenho meu perfil no Molome, mas ter de andar com dois smartphones no bolso não me parece uma boa idéia, então o Nokia N8 está um pouco parado ultimamente.

Vamos às minhas impressões sobre o EyeEm.

O aplicativo é muito prático e rápido para navegar em suas opções, principalmente para quem já se acostumou com o estilo próprio do Windows Phone. A interface dele foi muito bem adaptada às rolagens laterais do sistema. Testei o aplicativo no iOS e ficou bom também, mas pessoalmente gostei mais da versão Windows Phone.

Usuários de Instagram devem se sentir mais à vontade, mas para quem veio do Molome é um tanto diferente o uso do EyeEm. Primeiro porque não há campo para descrição das imagens, acredito que porque devem ter levado em consideração a máxima que diz “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Ao invés descrevê-la você escolhe apenas em que álbum irá publicar. E é neste ponto que entra um conceito, que à princípio não havia compreendido bem mas que após enviar uma imagem pude entender bem a idéia do EyeEm: “fotografando juntos“. É mais ou menos assim: Tudo é público, aqui não tem essa de fotos privadas.

Álbuns e locaisParece estranho dizer isso, mas é exatamente o que diz o slogam “Taking Photos Together“. Todos os álbuns são públicos e estão liberados para quem quiser colaborar com novas fotos. Achei interessante isso de não ter foto privada pois coincide bem com o que penso sobre redes sociais: Não é para mostrar, então não coloque na Internet. Simples assim.

Voltando ao aplicativo, a publicação de fotos segue o padrão de outros aplicativos, ou seja, tire uma foto na hora ou escolha uma de sua galeria. Após isso escolha um dos filtros para tratar sua imagem. Ele conta com 14 opções diferentes (destaque para Gundlach, Gotham, Sepia, B&W e o Wintage dão efeitos muito bonitos) mas alguns são um tanto “diferentes” (alguém me explica o filtro Strawberry?). As fotos são inseridas em álbuns que você pode escolher (com busca para isso) ou mesmo criar um novo à qualquer momento.

LocalizaçãoUm outro recurso legal é vincular as imagens também à locais. Pena que isso parece não estar bem implementado na versão para Windows Phone. Toda vez que tento escolher algum o aplicativo fecha. Verifiquei na Internet encontrei diversos relatos de pessoas que também estão passando por isso. Enviei um e-mail aos desenvolvedores mas até o fechamento deste post não tive resposta ainda.

As telas do aplicativo são divididas e cada uma é responsável por mostrar uma área diferente. Na tela inicial são mostrados os seus álbuns favoritos e/ou outros aleatórios. Temos a News com informações sobre o que acontece ao redor de seu perfil (mensagens enviadas a você, comentários deixados em suas fotos, quem gostou de alguma foto sua e quem está te seguindo). Em Friends são mostradas as últimas fotos enviadas pelas pessoas que você segue e em Popular as que receberam mais votos.

Falei sobre favoritos e este é outro recurso legal. Aqui podemos “favoritar” os álbuns que contenham o tipo de foto que gostamos, assim não é preciso seguir pessoa alguma se você não quiser, podemos seguir apenas álbuns. É bom isso pois evita de ver fotos daquele seu amigo que volta e meia publica algumas que você não gostaria de ter em seus favoritos.

Por falar em fotos favoritas, o aplicativo permite também que estas sejam compartilhadas de duas formas diferentes. Uma por quem as fotografou (e ai inclui Twitter, Facebook, Tumblr, Foursquare e Flickr) e outra por quem gostou da foto. Como os álbuns são públicos e “estamos fotografando juntos“, nada mais justo que todos possam compartilhá-las. Para isso basta selecionar uma foto ou álbum e escolher como deseja compartilhar (aqui cabe até opção por e-mail).

Opinião
Enfim, o que tenho achado do EyeEm? Estou gostando bastante da experiência e também dos filtros. O conceito de fotos compartilhadas da forma como foi planejada nesta rede me pareceu mais interessante. Também o fato de o aplicativo ter sido bem adaptado ao Windows Phone com suas rolagens laterais agradou bastante. Isso demonstra que os desenvolvedores tiveram uma preocupação maior, diferente do que acontece com alguns aplicativos que possuem a mesma interface mostrada em outros sistemas. Tenho até pensado em deixar o Molome para trás e ficar apenas com o EyeEm. Infelizmente a demora para trazer este aplicativo para a plataforma Windows Phone está afastando vários usuários que migraram de sistema.

Quem quiser acompanhar as fotos que tenho publicado no EyeEm, basta acessar o meu site lá ou mesmo me adicionar caso já esteja utilizando este aplicativo/rede social.

1048 Total 2 Hoje