Review Zhiyun Crane M2 – Um gimbal para câmeras, smartphones e câmeras de ação

Spread the love
Zhiyun Crane M2
Zhiyun Crane M2

Gimbal… este é um equipamento que muito videomaker iniciante se pergunta se é necessário adquirir e se faz mesmo diferença no resultado das filmagens. De pronto digo que em minha opinião vale sim o investimento, mas não como primeiro equipamento.

Mas vamos ao foco do post que é falar sobre este modelo específico, o Crane M2 da chinesa Zhiyun. Para começar este modelo tem um grande diferencial em relação aos outros: ele é projetado para ser utilizado não apenas com câmeras, mas também com smartphones e câmeras de ação. Isso por si só me atraiu bastante quando o lançaram pois utilizo muito o smartphone e tenho algumas câmeras em vista que são compatíveis com ele. (lista de referência de câmeras compatíveis aqui)

Estou com este gimbal há alguns meses e tenho utilizado bastante em minhas produções e venho conseguindo bons resultados. Um detalhe que ajuda muito nisso é que, além dele ter um bom motor, que equilibra bem na hora de filmar, ele vem com algumas marcações que auxiliam bastante na hora de fazer o balanceamento.

Modos de uso

O Crane M2 possui alguns modos básicos de operação, que incluem Pan Follow (PF), Follow (F) e Lock, além dos modos avançados que incluem Point of View (POV), Vortex e Go. Vou explicar brevemente depois do vídeo abaixo que mostra cada um destes modos:


Imagens captadas pela Zhiyun. Edição feita por mim.

  • Pan Follow (PF): A câmara se movimenta acompanhando a direção do gimbal à medida que você o movimenta para a esquerda ou para a direita. É uma opção muito utilizada por videomakers focados em produções de viagem.
  • Follow (F): A câmara segue a sequência dos movimentos da base independente da direção.
  • Lock (L): A direção da câmera fica travada em uma direção, independente do movimento que você fizer.
  • Point of View (POV): Permite um movimento de giro lateral acompanhando a base do gimbal trazendo algumas possibilidades bem interessantes.
  • Vortex: Movimento giratório automático da câmera. Bem interessante mas que em minha opinião deve ser utilizado com bastante cuidado para não enjoar as pessoas que irão assistir ao vídeo.
  • GO: Modo que permite movimentações mais rápidas onde o foco da sua filmagem se desloca com mais velocidade. Interessante para filmagens esportivas, de crianças correndo ou qualquer outra situação com maior velocidade de transição.

Além deste modos de filmagem este gimbal da Zhiyun possui alguns outros recursos interessantes como travar objetos a seguir durante uma filmagem, modo time-lapse e fotografia panorâmica. 

Zhiyun Crane M2 e TransMount Mini Dual Grip
Zhiyun Crane M2 e TransMount Mini Dual Grip

Este último modo, o de fotografia panorâmica, tenho de dizer que comparando ao meu outro gimbal, o Osmo Mobile 2, o M2 deixa um pouco a desejar. Digo isso não por ser ruim, ao contrário, funciona muito bem, mas faz apenas o tradicional das fotos panorâmicas que é registrar uma sequencia lateral de disparos e depois renderizar tudo para transformar em uma foto única.

É, digamos assim, o básico deste tipo de foto, mas como estamos falando de um equipamento voltado para um público um pouco mais profissional poderia ir além. Como já comentei aqui no post Diferentes tipo de fotos panorâmicas – Como elas podem ajudar? há diversas possibilidades além do básico. O Osmo Mobile 2, um aparelho que foi lançado em 2018, permite fazer fotos panorâmicas de 180º e até de 320º com angulações bem maiores pois registra fotos em três “linhas” de alcance. 

Mas tirando este detalhe, que pode até ser que a Zhiyun acrescente um dia o recurso via software, de resto o M2 é um equipamento muito melhor que o Osmo Mobile 2.


Vídeo oficial da Zhiyun

Características diversas

Voltando ao gimbal em questão, o M2 tem uma base bem confortável e ergonômica, apesar de achar um pouco curta, tem monitor que permite visualizar o modo ativado, botões de controle para configurar recursos diversos e até mesmo escolher qual a potência do motor a ser utilizado, item bem importante para poder utilizar câmeras, smartphones e câmeras de ação que tem pesos bem diferentes.

Por falar em dispositivos diferentes, o M2 pode utilizar tanto Wi-Fi quanto Bluetooth para controlar, por exemplo a câmera ou smartphone acoplado, ou mesmo o inverso: é possível controlá-lo à partir de um smartphone.

O Crane M2 possui duas de 1/4 (uma na lateral e outra na parte de baixo) que permitem adicionar outros acessórios como microfone externo, iluminação, monitor de vídeo ou o que você quiser. Pela posição destes orifícios você pode adicionar, remover e trocar qualquer coisa sem ter de balanceá-lo novamente.

Acessórios para Zhiyun Crane M2
Acessórios para Zhiyun Crane M2

Além mini tripé que vem na caixa do M2, eu normalmente utilizo outros dois acessórios aproveitando o orifício da parte de baixo do cabo. São eles, um extensor de fibra de carbono, que me permite fazer tomadas de ângulos mais altos, e também o TransMount Mini Dual Grip, uma espécie “braço”, também fabricado pela Zhiyun, que além de dar mais firmeza de uso permite acoplar mais acessórios.

O cabo do gimbal é também uma bateria com capacidade estimada para até 8 horas de uso e é recarregada através de uma porta USB-C. Existe também uma outra porta (microUSB) que permite alimentar a câmera em uso (seja ela de qual tipo for). A bateria interna dele pode ser recarregada mesmo durante o uso, o que pode ajudar bastante durante o trabalho.

Osmo Mobile 2 x Zhiyun Crane M2
Osmo Mobile 2 & Zhiyun Crane M2

Opinião final

Este é meu segundo gimbal, o primeiro, que já citei acima, foi o Osmo Mobile 2, que é muito bom para uso apenas com smartphones e se sobressai pelos modos mais avançados de time-lapse, Hyperlapse e Motionlapse (detalhes sobre isso no post “Osmo Mobile 2 – Este estabilizador para filmagens com smartphones vale a compra?). Não que o M2 não os faça, mas no gimbal da DJI isso é melhor resolvido e mais fácil de fazer.

Mas sobre o Zhiyun Crane M2, digo que é sem dúvida uma ótima aquisição para quem deseja começar a trabalhar com produção audiovisual. É leve, não tem um preço absurdo, permite utilizar desde GoPro, passando por smartphones e até câmeras não muito pesadas. A movimentação com ele é bem fluida, não ocupa muito espaço na mochila (graças às suas travas não preciso levar na caixa), o aplicativo é bem intuitivo e fácil e o conjunto todo (incluíndo acessórios) me permite produzir bons resultados.

Vou deixar abaixo um dos vídeos que produzi utilizando este gimbal, um iPhone e apenas a extensão (ainda não tinha o TransMount Mini Dual Grip na época).


Making of do show Moonwalk. Produção: NPossibilidades