Stick invisível Insta360 – Montando um novo setup 360º

Invisible Selfie Stick - Insta360
Invisible Selfie Stick – Insta360

Tenho feito alguns trabalhos de fotografia em 360º para alguns clientes e meu atual setup estava me dando um pouco de dor de cabeça, o que me fez repensá-lo. O que eu estava utilizando era um bastão de selfie (com variação de altura entre 40cm à 1,25m) em conjunto com um mini tripé (21cm).

O conjunto funciona até bem, mas apresenta alguns pequenos problemas: 

  • Falta de estabilidade por causa do tamanho da base do mini tripé. Isso por si só já quase me fez perder uma câmera que caiu devido ao vento durante uma sessão de fotos. 
  • Ponta do bastão de selfie larga. Este detalhe faz com que a pós-edição das fotos leve mais tempo para remover a marca do tripé que fica abaixo nas fotos 360º.

Meu novo setup é formado por um tripé CG348 da K2Everest (o que eu já utilizava para filmagens) e um Invisible Selfie Stick da Insta360.

Cabeças dos sticks
Cabeças dos sticks

A diferença de tamanho da cabeça dos sticks aparentemente não é tão grande e pode parecer algo irrelevante, mas isso pode prejudicar seus trabalhos em locais mais “complexos”. Fotos realizadas com muitos objetos próximos da base acabam dando muito trabalho ou mesmo tendo partes removidas na edição. Para entender melhor isso, vejam na imagem abaixo o que acontece. 

Diferença nos resultados
Diferença nos resultados

Na foto da direita o setup anterior estava à uma altura de quase 1,50m da base, uma mesa de aproximadamente 1m por 1,20m. Repare que ela praticamente some e seria quase impossível mantê-la na hora da edição. Na foto da esquerda utilizando o stick invisível estendido na mesma altura. Bastaria editar apenas a parte onde aparece o mini tripé (e a sombra) e a mesa ficaria inteira na foto final.

Certo, a parte de remoção do tripé já melhora muito simplesmente trocando o stick anterior pelo novo. Mas e sobre a estabilidade em dias de vento? Colocar peso na parte de baixo até ajuda e já vi outras pessoas fazendo isso, mas não é uma solução muito boa. Resolve? Sim, mas pense no que seu cliente vai achar do seu trabalho vendo você utilizar uma gambiarra? Não basta ser profissional, pareça profissional.

O que eu fiz foi pegar o tripé que já uso nas filmagens e utilizar em conjunto com o novo stick. Na imagem abaixo é possível ver o setup antigo ao lado do novo, ambos configurados na mesma altura e ao lado estão os resultados das duas formas. Repare que mesmo tendo uma base bem maior utilizando o tripé a área a ser editada é consideravelmente menor. 

Setup novo e diferença de resultado
Setup novo e diferença de resultado

A melhor relação é esta, quanto maior a base de apoio e menor a ponta onde a câmera está mais estável ficará seu equipamento, mais detalhes você conseguirá captar abaixo da câmera e menos trabalho de pós-edição você terá. Este novo setup é exatamente o oposto ao meu anterior e acredito que irá me facilitar muito nos próximos trabalhos.

Outro detalhe que o novo setup trás é a nova altura com que poderei fotografar. Somadas as extensões máximas do tripé e do stick invisível poderei fotografar a até 3m de altura, isso sem considerar que posso acrescentar mais extensões neste conjunto. Assim poderei realizar trabalhos com mais possibilidades diferentes de resultados. Lembrando que quanto mais alto estiver a câmera, menor ficará a imagem da base na hora da edição.

59 Total 1 Hoje