Osmo Mobile 2 – Este estabilizador para filmagens com smartphones vale a compra?

Gimbal Osmo Mobile 2
Gimbal Osmo Mobile 2

Há algum tempo tenho me dedicado a um dos meus hobbies prediletos: produção de vídeos. Para isso, além de estar estudando sobre captura de imagens, ângulos, iluminação… o estudo de edição de vídeos também se tornou uma constante. Mas claro que para isso também tenho lido e testado alguns equipamentos e acessórios tais como tripés, sliders, dolly skaters e outros. Neste sentido recentemente adquiri um equipamento que sempre tive curiosidade de testar, um gimbal.

Um gimbal, a grosso modo, é um suporte para sua câmera que consegue estabilizar o movimento, por exemplo, de caminhar enquanto filma. Para quem faz vídeos parados (você sentado em frente à uma câmera como a maioria dos Youtubers) pode até ser um acessório dispensável, mas se pretende gravar em movimento e com mais qualidade a coisa muda bastante com um destes.

Osmo Mobile 2 em detalhes

O gimbal em questão que tenho testado é o Osmo Mobile 2, um acessório da DJI (famosa pelos seus drones), mas este é específico para uso de smartphones. A empresa comercializa outros modelos deste tipo de equipamento para uso com diversos tipos de câmera, inclusive uma versão antiga também para smartphones. Esta nova versão, lançada este ano, veio para aprimorar ainda mais a experiência do primeiro Osmo Mobile.

Uma das novidades deste em relação ao antigo é a possibilidade de filmar com o smartphone na vertical. Não é algo que pessoalmente me agrada muito, mas para quem gosta de fazer vídeos para os Stories (Instagram, IGTV e outros) ajuda bastante.

Balanceamento

Ao “instalar” o smartphone no gimbal é preciso balanceá-lo para que fique no melhor equilíbrio possível. Isso faz com que sua filmagem fique sempre na posição correta, elimine quase que por completo o balanço ao caminhar e também ajuda a poupar bateria do acessório. Do contrário ele fará “mais força” para tentar corrigir tudo isso. No vídeo abaixo é mais fácil entender como funciona.

Utilizando o Osmo Mobile 2

O uso deste gimbal é bem mais simples do que eu imaginava, mesmo tendo ele diversos recursos que fazem a filmagem ficar com um ar de profissional. Após a instalação do aplicativo padrão e o balanceamento (ver acima) ele já está pronto para uso. Requer um pouco de treino para acostumar com o posicionamento dos botões, virar para um lado e para outro, para cima e para baixo… mas nada complicado e em alguns minutos já dá para começar a brincadeira. Além disso dá para ajustar, nas configurações, a velocidade dos movimentos além de inverter a direção do joystick.

Pode parecer um tanto estranho falar em mudar a direção do joystick mas para mim foi mais lógico fazer assim. Na configuração padrão ao pressionar para a esquerda a câmera vira para a direita e vice-versa. Funciona assim? Sim, mas leva tempo para o cérebro compreender que você está indicando que ao apontar o joystick para um lado é aquela lateral correspondente do smartphone que irá para frente. Preferi fazer a inversão para indicar com o joystick para que lado ele deve virar a câmera e assim ficou bem mais fácil controlar o Osmo Mobile 2.

Botões

O aparelho conta com quatro botões que permitem fazer praticamente tudo, o resto se faz tocando a tela do smartphone. Na lateral há um botão deslizante que serve para aumentar/diminuir o zoom, na frente um outro vermelho de disparo tanto para fotografia quanto para filmagem e o já citado joystick para direcionar a câmera. 

Botões e conexões

Abaixo destes, marcado com a letra M, há um botão multiuso. Ele serve para ligar/desligar o Osmo Mobile 2, para alternar entre câmera frontal e traseira, para travar/soltar o movimento de subida/descida da câmera e também para fazer com que ela volte para a posição inicial. Para tudo isso é preciso decorar a quantidade de cliques para cada uma destas funções.

Recursos

Através do aplicativo original é possível ter acesso a uma série de recursos que tornam o Osmo Mobile 2 tão incrível. Funcionalidade como Timelapse, tão comum em diversos aplicativos de filmagem (incluíndo o nativo do iPhone) é expandida e levada a outro nível. Além da funcionalidade normal deste tipo de filmagem o conjunto aplicativo/gimbal permite fazer Hyperlapse e Motionlapse.

O Timelapse comum é aquela técnica em que a câmera fica parada e registra diversas fotos em sequencia com intervalos curtos entre elas e no final forma-se um vídeo com isso. Já o Hyperlapse segue a mesma ideia, mas com você que está filmando em movimento. Já o Motionlapse o gimbal fica parado mas a câmera vai virando de um lado para outro onde é possível escolher inclusive diversos pontos nos quais ela irá apontar.

Claro que recursos como filmagem normal, câmera lenta, iluminação, foco e outros fazem parte do pacote como era de se esperar. Mas um outro recurso extra é, na minha opinião, o mais interessante. Há uma configuração bem simples de utilizar que permite travar o foco em determinado objeto/pessoa. Muito útil para quem gosta de se filmar (Youtubers) já que com esta função o smartphone no gimbal fica seguindo o “alvo”.

Uma novidade neste aparelho em relação ao seu modelo anterior é que a bateria interna (que chega a  durar até 15 horas de uso) pode também carregar a bateria do smartphone. Basta conectar um cabo na porta traseira do gimbal e no seu celular. Dá até mesmo para carregar a bateria interna ao mesmo tempo em que se carrega a do smartphone.

Aplicativo(s)

O aplicativo padrão, DJI GO, é bem completo e trás diversos recursos bem interessantes para a dupla smartphone/gimbal, é a melhor opção para utilizar o Osmo Mobile 2. Ele na verdade é o mesmo utilizado para manusear outros produtos da DJI como outros gimbals e até seus drones. Dentro dele há também um editor de vídeos, a Skypixel, uma rede social estilo Instagram para usuários de produtos da DJI, acesso à loja, forum, suporte, programa de afiliados e o Flight Records que mostra seus dados de voos com drones.

Reparou que neste tópico eu disse “aplicativo(S)”, no plural? Pois é, o DJI GO não é o único que consegue controlar o Osmo Mobile 2. Há um outro aplicativo chamado FILMIC Pro que também consegue. Este é, na opinião de diversos profissionais da área de filmagens (e na minha também), o melhor aplicativo do tipo para os iPhones. É o que conta com os recursos de filmagem mais avançados que conheço.

Não vou entrar em detalhes sobre este aplicativo aqui, tem tantos recursos que daria para vários posts. Mas para ter uma ideia do que ele é capaz, vários dos melhores “cineastas móveis” profissionais o utilizam inclusive para gravar longa-metragens (alguém ainda usa este termo?). O FILMIC tem um custo de R$50,00, uma compra interna de R$32,90 e um aplicativo extra para controle/tela extra de também R$32,90. É uma brincadeira bem cara, então é melhor deixar para os profissionais da área e ficar com o DJI GO mesmo já que é gratuito.

Acessórios

O Osmo Mobile 2 por si só já é uma grande aquisição e não precisa de mais nada extra, mas ainda assim ele pode ser acrescido de acessórios diversos caso necessite. Na parte inferior há uma conexão padrão de acessórios de fotografia/filmagem, assim dá para utilizá-lo em tripés, sliders, tiras de pulso/pescoço, com a base própria (vendida à parte), suporte para microfone e/ou iluminação… o céu o bolso é o limite.

Vale a pena comprar?

Se você não se interessa por fazer filmagens mais fluidas/niveladas e está satisfeito com o resultado que produz apenas com seu smartphone digo para guardar seu dinheiro para outra coisa. Mas se pretende melhorar seus vídeos e produzir com qualidade semi-profissional, se é um Youtuber, aspirante a cinegrafista ou algo do tipo vá lá e compre um destes para ontem. Vale cada centavo.

Quanto custa? Em “terra brasilis” está saindo em torno de R$1400,00, mas em vários sites estrangeiros dá para pagar a metade disso. Só torça para não ser taxado na Receita Federal. Isso pode acabar deixando pelo mesmo preço cobrado por aqui e ainda ter de esperar quase uma eternidade para chegar.

Claro que eu não deixaria de postar um vídeo que gravei utilizando o Osmo Mobile 2. Dêem uma olhada abaixo para tirar suas próprias conclusões sobre o resultado:

Dica – Como comprar Final Cut Pro X, Motion, Compressor, Logic Pro e MainStage pagando menos

Editores profissionais da Apple com preço mais baixo
Editores profissionais da Apple com preço mais baixo

Essa dica vai para quem deseja trabalhar com Macs na área de edição de vídeos, de mixagem musical ou em shows. Existem dois programas gratuitos para quem faz edições de vídeo e música, são eles iMovie e GarageBand, ambos disponíveis para MacOS e iOS. Estes são fáceis de utilizar e permitem fazer trabalhos bem interessantes em seus próprios ambientes, mas são voltados para o público amador apenas.

Para os profissionais a Apple desenvolve e vende alguns ótimos programas que, estes sim, são capazes de produzir resultados de ótima qualidade. São eles Final Cut Pro X, Motion, Compressor, Logic Pro e MainStage. O problema destes é que tem preço condizente com o mercado, ou seja, custo alto. Para piorar ainda mais a situação na Mac App Store não é possível dividir o pagamento destes programas.

Diferente do que acontece na App Store, onde um aplicativo para iOS custa geralmente R$3,50, R$6,90, estes programas são bem caros. Estou falando de valores que ficam entre R$95 e R$999,90(!!). Fica difícil para qualquer um que esteja pensando em entrar nestes mercados começar já tendo gastos assim (além de adquirir um Mac).

Mas é ai que entra a dica que vou deixar aqui. Há uma maneira de comprar programas (pelo menos os que citei acima) pagando menos e até mesmo dividindo no cartão de crédito. Navegando pelo site da Apple encontrei algumas páginas escondidas (não faço idéia do porque) que permitem comprar pagando menos.

Só para ter uma idéia da redução no valores veja na tabela abaixo o comparativo dos preços na MacApp Store e comprando diretamente através do site:

Programa Mac App Store Site oficial

MainStage
1x de R$94,90 R$69,90 em até 12 vezes

Compressor
1x de R$169,90 R$119,00 em até 12 vezes

Motion
1x de R$169,90 R$119,00 em até 12 vezes

Logic Pro X
1x de R$649,90 R$449,00 em até 12 vezes

Final Cut Pro X
1x de R$999,90 R$679,00 em até 12 vezes
Total R$2084,50 R$1435,90

Pacote completo para estudantes
Pacote completo para estudantes
R$629,90 em até 12 vezes

Dá uma diferença de R$648,60. Nada mal! Ainda mais se considerar que, como disse antes, diretamente no site é possível dividir o pagamento no cartão de crédito em até 12 vezes, ou ter um desconto de 10% pagando à vista.

É claro que quando encontrei estas páginas desconfiei que pudesse haver alguma coisa errada, que alguém digitou os valores, que foi erro de estagiário… Então entrei em contato com a central de vendas da Apple e também com o suporte de software. Estava em dúvida se seria mesmo possível fazer a compra com estes valores e se os programas ficariam disponíveis baixar posteriormente na Mac App Store. 

Nos dois contatos (área de vendas e de software) os atendentes confirmaram que sim, eu poderia tanto dividir os valores mais baixos no cartão e que tais programas ficariam sim vinculados ao meu Apple ID para baixar novamente e/ou fazer atualizações.

Então se você estava pensando em adquirir algum destes programas aqui está uma maneira de gastar um pouco menos. Não sei até quando estas páginas ficarão no ar, então corre lá e confere logo. Os links estão na tabela acima. Não me responsabilizo por preços cobrados em suas compras, portanto antes de clicar em fechar, entre em contato com o suporte oficial (0800-761-0867).

Fique atento: Depois de adquirir algum programa através destes links, aguarde a Apple enviar a chave para baixar pela Mac App Store, isso pode levar até três dias. Se tentar baixar antes você será cobrado novamente.

Atualização: Você é estudante? Então dá para pagar ainda mais barato. Neste link a Apple disponibilizou um pacote com TODOS os programas listados acima por apenas R$629,00 mantendo a opção de dividir em cartão de crédito ou pagar com 10% de desconto à vista.

Review Garmin Virb Elite

Garmin Virb Elite
Garmin Virb Elite

Faz algum tempo que tenho em mãos a câmera de ação Virb Elite da Garmin. Não é um modelo dos mais atuais, aliás a empresa até deixou de fabricá-la recentemente em detrimento dos modelos Virb X e XE. Ainda assim é uma câmera muito boa que conta com recursos que até hoje não estão presentes em modelos concorrentes mais novos. Exemplo disso é o GPS interno e outros que citarei abaixo

Para começar, esta câmera de ação tem um formato um pouco diferente das demais, principalmente de sua principal concorrente (GoPro). Seu design a meu ver proporciona um melhor encaixe na mão. O material emborrachado ajuda ainda mais a não escorregar caso você vá utilizá-la desta maneira. Algumas de suas características são a resistência e durabilidade, possibilidade de gravação de vídeos em HD e fotos com 16 MP. Sua bateria (recarregável) suporta 3,5 horas de gravação em 1080p.

Sensores e conectividade

Outros detalhes curiosos desta câmera ficam por conta de sensores internos (acelerômetro, GPS, força G…) e conectividade com acessórios ANT+. Dentre estes acessórios estão medidores de velocidade/cadência, temperatura e freqüência cardíaca.

Ai você deve se perguntar: “Pra que tudo isso em uma câmera?” Simples, para inserir estas informações em seus vídeos e torná-los ainda mais legais. O programa Garmin Virb Edit para edição de vídeos (OSX e Windows) permite apresentar todos estes dados. Ele é um tanto limitado se comparado a programas como Final Cut, iMovie e outros, mas ainda assim vale a pena por este recurso. Outro exemplo legal você pode ler abaixo na parte de controles externos.

Filmagem

Ela permite fazer time-lapse nativo, vídeos em velocidade normal, reduzida (perfeito para gravar saltos ou outras cenas de ação) e acelerada, tem ainda recursos de estabilização digital, lente de correção de distorção e outros.

Por falar em filmagens, a câmera permite gravar das seguintes maneiras:

1080p: 1920×1080/30p (16:9)
Tall HD: 1280×960/48p (4:3)
Fast HD: 1280×720/60p (16:9)
Economy HD: 1280×720/30p (16:9)
Slow Mo HD: 1280×720/60p (16:9)
Super-Slow Mo: 848×480/120p (16:9)
Time Lapse: 1920×1080, frames variable (16:9)

Além das taxas de captura de quadro e resoluções, você também pode especificar o nível de zoom de vídeo:

– Zoom 1
– Zoom 2
– Ultra Zoom
– Wide

Fotografia

Dentro modo de foto que existem duas opções de resolução: 16:9 (12MP) e 4:3 (16MP e 8MP).

Também estão disponíveis os mesmos modos de zoom das filmagens. Em adição a estes recursos pode-se ativar o modo burst. (5 fotos seguidas capturadas um período de cerca de 2 segundos). Interessante para quem vai fotografar durante corridas ou do tipo. Outra funcionalidade interessante é o modo de temporizador, bem útil para fazer selfies. As opções de tempo são 2, 5, 10, 30 ou 60 segundos.

Corpo da câmera

Voltando a falar do corpo da Virb Elite, nela temos um grande botão deslizante na lateral para iniciar e parar as gravações de vídeo. Do outro lado botões de navegação de recursos, outro que serve tanto para confirmar configurações e como também fazer fotos e por fim um para ligar/desligar e trocar de menus. Na parte de trás, cobertos por uma proteção de borracha, ficam as portas mini-USB e mini-HDMI.

Acima fica a tela de 1.4″ (205×148 pixels) na qual podemos ver as fotos e vídeos gravados, o que está sendo capturado e também acessar todas as funcionalidades da câmera. Esta tela tem baixa resolução de propósito para que não gaste muita bateria. Falando em bateria, esta (que fica abaixo da câmera) tem uma das maiores autonomias em câmeras deste tipo (3,5 horas). Abaixo fica a entrada para bateria e também cartão de memória SD. Recomenda-se o uso de um classe 10 de 64Gb.

Dashboard

Dentre todos os menus presentes na tela há um bastante interessante chamado Dashboard. Ele exibe um painel informações de indicadores dos sensores, tais como velocidade, altimetria, distância percorrida, freqüência cardíaca, força-G, nascer e pôr do sol e até uma bússola.

Uso em água

É sempre algo a se preocupar com equipamentos eletrônicos. Neste ponto este modelo também se destaca das concorrentes por contar com selo IPX7. Isso significa poder ser mergulhada em até 1 metro de profundidade por no máximo 30 minutos. É pouco? Lembre-se de que isso é sem a caixa estanque como todas as demais. Já utilizei a minha em piscinas diversas vezes e não tive problema algum mas mesmo assim recomendo adquirir a caixa de mergulho.

Garmin Virb Elite e caixa de mergulho
Garmin Virb Elite e caixa de mergulho

A captura de imagens dentro da água é boa em condições ideais de luminosidade e mesmo com a caixa de mergulho é possível captar o som.

Controles externos

A Garmin caprichou nas opções de controle desta câmera. Há um acessório específico para isso (vendido separadamente), aplicativo para smartphones (iOS, Android e Windows Phone) e também dá para controlar através de diversos modelos de GPS, relógios fabricados por ela bem como através da VivoSmart, uma das suas melhores pulseiras fitness. Só faltou possibilitar o uso de Bluetooth com acessórios de terceiros já que são baratos e muito fáceis de encontrar.

Controle externo
Controle externo

Lá na parte de sensores e conectividade disse que falaria sobre um outro exemplo legal desta câmera. Bom que tal parear uma câmera Virb à outra câmera Virb? Sim, dá para conectar uma na outra (sem fios) e controlar todas em conjunto. Quer mais? E se desse para conectar essas duas à um outro controle (relógio, GPS, smartphone, pulseira de fitness…)? Mais? Adiciona ai sensores de velocidade/cadência, freqüência cardíaca, temperatura… Tudo funcionando em conjunto e gravando todas estas informações para exibir nos vídeos? Ficou ou não ficou interessante?

Mas nem tudo são maravilhas. Uma reclamação no quesito quesito controle fica por conta do aplicativo para smartphones. Ele funciona como controle para iniciar/pausar as filmagens, registrar fotos e dar acesso aos menus e até conta com recurso para localizar a câmera caso tenha perdido, mas só. Ele não permite edição/compartilhamento de fotos e vídeos, isso só com os modelos X e XE. Esta informação não está clara no site da fabricante e está presente apenas nas correspondentes lojas de aplicativos. Pena.

Acessórios na caixa e acessórios externos

Diversos acessórios de fixação já vem no pacote da Virb Elite. Eles permitem acoplar a câmera em superfícies curvas como capacetes, superfícies retas como pranchas e outros. Com as peças presentes podemos fazer diversas configurações diferentes para melhorar a posição na hora de utilizá-la. Curiosamente acompanha um conector para utilizar com acessórios de outras marcas (como todos os da GoPro) mas não vem um suporte para tripés. Se precisar deste é preciso comprar à parte.

Garmin Elite e acessórios da caixa
Garmin Elite e acessórios da caixa

Preciso fazer um adendo sobre um acessório presente na caixa já que este pode atrapalhar ou ajudar na captura de áudio. Diversos reviews que li/assisti sobre este modelo da Garmin acabaram pisando na bola sem perceber. É que a base de fixação da câmera vem com uma pequena cobertura que tampa o microfone. Ela serve para diminuir os ruídos de vento durante filmagens. Isso é muito comum caso vá utilizá-la em motos/bicicletas, na parte externa de carros/aviões, durante saltos de para-quedas… A solução para acabar com este problema é muito simples, basta tirar cobertura. É só  desparafusar e pronto, o som será capturado normalmente. Isso não é uma gambiarra, é feito para ser assim mesmo.

Acessório para redução de ruídos sonoros
Acessório para redução de ruídos sonoros

Adendo feito, vamos falar em acessórios externos. No site da empresa dá para comprar diversos suportes diferentes que permitem desde o uso em capacetes, pulso, peito, ombro, bicicleta… chegando até ao uso em cachorros (?!?). Podem ser bem úteis, isso vai depender de que tipo de filmagem quer fazer.

Para mergulhos mais profundos e/ou mais demorados é preciso utilizar a caixa estanque (vendida separadamente) da própria da empresa. Ai a coisa fica mais interessante por permitir mergulhos de até 50 metros de profundidade. Detalhe é que com este acessório só é possível acessar o controle de início/termino da gravação de vídeo.

Três sugestões que faço são:

  1. Comprar um parafuso estilo os da GoPro (os modelos da Garmin são mais curtos) para poder utilizar com acessórios de outras marcas pois normalmente são mais baratos.
  2. Adquirir um pole à prova d’água (muito semelhantes aos chamados “paus de selfie”).
  3. A caixa de mergulho é item obrigatório. Por mais que não vá praticar o esporte ele aumenta consideravelmente a proteção da câmera tanto na água quanto em quedas.

Sobre o uso de poles, pode parecer um tanto besta à princípio, mas vai por mim, nas filmagens de ação este é um recurso mais que obrigatório já que permite ampliar bastante o alcance do que se pretende registrar. Com a técnica certa também ajuda muito para estabilizar filmagens. Depois farei alguns outros posts com dicas de filmagem e falarei mais sobre este acessório.

Como disse, este não é o modelo atual da Garmin, ela agora vende (ainda não no Brasil) os modelos X e XE. Mas pela quantidade de recursos nativos (ainda não encontrados em diversas concorrentes) e as possibilidades de uso em conjunto com sensores externos (ANT+) acho que vale sim o investimento, principalmente se encontra alguma promoção por ai.

Como transferir fotos e vídeos para o rolo da câmera dos iPhones e iPads

Como exportar fotos e vídeos para o iPhone e iPad
Como exportar fotos e vídeos para o iPhone e iPad

Recentemente passei por uma situação um tanto inusitada para mim. Precisava transferir alguns vídeos que gravei com uma câmera para dentro do iPhone. A idéia era utilizar alguns aplicativos para fazer edições nestes vídeos. O problema é que como sabem a transferência neste sentido (computador para iTreco) não é muito do feitio da Apple.

Mais um detalhe, no meu caso as soluções via Wi-Fi (Portal, InstaShare, Pushbullet…) não são opções viáveis pois várias das redes que utilizo (normalmente as de trabalho) não permitem este tipo de transferência. O AirDrop seria uma possibilidade se meu Macbook Air permitisse fazer essa conexão com o iPhone.

A solução que consegui é um tanto “caseira”, mas resolveu. O primeiro passo foi instalar no iPhone um aplicativo com capacidade de exportação para dentro do rolo da câmera do iPhone. Para isso escolhi o Documents da Readdle. Gratuito e conta com diversos outros recursos interessantes, mas que não são o foco agora.

A primeira etapa, no computador:

  1. Conecte seu iPhone ou iPad em seu computador.
  2. Inicie o iTunes e espere que este detecte o seu dispositivo.
  3. Uma vez detectado, clique no botão iPhone (ou iPad) no canto superior da janela do iTunes.
  4. Clique em “Aplicativos” e role a tela até que apareça a seção “Compartilhamento de Arquivos”.
  5. Na lista, selecione o aplicativo “Documents“.
  6. Neste ponto basta arrastar e soltar os vídeos ou as fotos do seu computador para o painel ao lado direito.
  7. Suas fotos e vídeos selecionados serão transferidos para o armazenamento local do aplicativo Documents.

Segunda etapa, no iPhone/iPad

  1. Abra o aplicativo Documents no seu dispositivo iOS e vá até o local onde seus arquivos estão aguardando. No meu caso ficaram em uma pasta chamada “Arquivos do iTunes”.
  2. Abra esta pasta e selecione a imagem.
  3. Toque nos três pontos e depois em “Salvar no Rolo da Câmera”.
  4. Pronto, agora você já pode utilizar estas fotos e vídeos no aplicativo que quiser.

Há como fazer um procedimento direto do computador para o aplicativo Documents sem utilizar o iTunes, mas ai volta a ter de utilizar Wi-Fi. É mais simples, mas também mais lento e dependerá de permissões da rede utilizada permitir isso.

Fica a dica.

Atualização: Alguns passos foram modificados em uma das últimas atualizações do Documents e ficou ainda mais simples.

Download na iTunes App Store

Review Lifeproof Frē para iPhone 6

Review Lifeproof Frē para iPhone 6
Review Lifeproof Frē para iPhone 6

Se tem uma coisa que me atrai bastante são os acessórios. Mas não acessórios comuns que não trazem qualquer tipo de benefício. Gosto muito daqueles que expandem a utilidade dos nossos gadgets. O último que testei foi o case Frē da Lifeproof para iPhone 6. Este permite utilizar o smartphone em situações nas quais normalmente não o levaríamos.

O Frē é um case especial resistente à água, quedas, poeira e neve mas que permite, ainda assim, o acesso a todas as principais funcionalidades do aparelho. Dentre elas tela, botões de controle, câmera, saída/entrada de áudio, porta de carregamento de bateria e até mesmo o TouchID no caso do iPhone.

À primeira vez que se olha para o case a impressão é de que não será tão resistente, mas acreditem, o produto é muito bom. Fiz alguns testes antes de colocar à prova e me pareceu que iria atender bem. Foram testes básicos de imersão em água como recomendado pelo fabricante. Primeiro sem o iPhone e depois com ele. Só depois é que me atrevi a levar para um “teste de campo”. Confiram no vídeo abaixo:

Além do uso que fiz durante um final de semana na praia e no Beach Park, pretendo utilizar também em meus treinos de corrida e nas provas. Assim evitará qualquer problema com água e quedas. No dia a dia normal acho que o case incomoda um pouco por deixar o iPhone um pouco grande, então não pretendo utilizá-lo assim.

Um ponto fraco no uso do case é que ele diminui bastante a precisão do toque na tela quando está molhado, embaixo d’água então não é possível, por exemplo começar uma filmagem. Para isso terá de dar o comando antes de submergir o aparelho. Há também um probleminha quando está caindo muita água sobre o aparelho. O iPhone se perde um pouco e por várias vezes entende que as gotas são toques na tela, assim não estranhe se vez ou outra ele mudar o que está fazendo. Mas ai é algo que não vejo muito como corrigir.

Sobre o preço, o case não é dos mais baratos, chega a ser mais caro do que alguns smartphones (preço normal é na faixa dos R$450), mas se você quer poder utilizar o aparelho em situações às quais nunca o levaria, vale o investimento. Levando em consideração o preço de um iPhone aqui no Brasil é sempre bom garantir mais proteção.

Aqui cabe um adendo referente ao atendimento da Lifeproof que merece ser publicado. O meu case não foi comprado no Brasil, um amigo que o trouxe para mim. Nos primeiros testes ele apresentou defeito e entrou água. Neste momento pensei: “Dinheiro jogado fora”. Foi então que entrei em contato com o fabricante Link para site oficial do fabricante. Lá existe uma opção para acionar a garantia. Bastou preencher um formulário com algumas informações e enviar uma foto do produto. Sem perguntas ou burocracia enviaram um e-mail de desculpas pelo ocorrido e em menos de uma semana já estava em minha casa um novo case com todas as despesas de envio internacional e impostos pagos por eles. Se fosse alguma outra empresa aqui no Brasil já sabem como seria o atendimento…

Por isso e pela qualidade do case, deixo aqui meus parabéns à equipe da Lifeproof. Isso foi uma ótima demonstração de respeito e pronto atendimento aos seus clientes. É assim que todas as empresas deveriam trabalhar.