Tecnologia de SMS completa 20 anos

Spread the love
Tecnologia de SMS completa 20 anos
Tecnologia de SMS completa 20 anos

Curiosa esta notícia publicada no site Nokia Club. Tomei a liberdade de traduzi-la para português e postá-la aqui no NPossibilidades.

  • O SMS foi criado por um engenheiro finlandês, Matti Makkonen, que desenvolveu um serviço de mensagens para telefones GSM no início dos anos 80.
  • Em 1993 a Nokia[bb] lançou o primeiro telefone que permitiu a troca de mensagens SMS entre os usuários, um Nokia 2110.
  • A cada segundo são enviadas 192.000 mensagens de texto SMS (Short Messaging Service) em todo o mundo. A tecnologia, que é mais simples e menos dispendiosa do que as chamadas de telefone, completou vinte anos e revolucionou o mercado móvel até 2012.

Após 20 anos no mercado, apesar da constante evolução das tecnologias e serviços, o SMS ainda se mantém vigente. Esta invenção popular foi criada por um engenheiro finlandês, Matti Makkonen, que desenvolveu um serviço de mensagens para telefones GSM que se destacou no início dos anos 80. Ele apresentou a idéia em uma conferência que sobre o futuro das comunicações móveis. No entanto, Makkonen não registrou a patente de suas idéias, de modo que ele nunca recebeu um centavo por isso.

Embora inicialmente o sistema tenha sido projetado para a rede GSM, em seguida, mudou-se para redes 3G e 4G, e é atualmente o mais popular serviço móvel. Segundo dados recentes, 74% dos usuários de telefones celulares em todo o mundo usam esta tecnologia, ou cerca de 2,4 bilhões de um total de 3,3 bilhões de assinantes em todo o mundo.

A primeira mensagem SMS foi enviada em 1992 pelo engenheiro britânico Neil Papworth, que escreveu “Feliz Natal” a partir de seu computador para Richard Jarvis, diretor da Vodafone. A mensagem foi recebida em um Orbitel 901. Um ano depois, em 1993, a Nokia lançou o primeiro telefone que permitiu a troca de mensagens SMS entre os usuários, um Nokia 2110, que marcou o início comercial do SMS.

Manuel Gonzalez, Diretor de Comunicações para a América Central e no Caribe, da Nokia[bb], diz que “embora haja cada vez mais alternativas ao SMS, como WhatsApp que hoje é o mais popular serviço de mensagens, estes serviços requerem acesso à Internet e ainda existe uma parte muito importante da população do mundo que não tem acesso a telefones com este serviço. Por tanto o SMS está longe de ser um serviço morto.

O formato

Os 160 caracteres que aceita um texto foram determinadas desde o início por Friedham Hillebrand, um pesquisador de comunicações, que com um simples exercício, constatou que 160 caracteres poderiam se enviar frases coerentes. Hillebrand, em sua sala de estar, escreveu várias mensagens, e descobriu que em média, todas tinham apenas 160 caracteres. Embora a evolução das tecnologias tenha permitido incluir “emoticons” e outras imagens no SMS, o padrão de 160 caracteres é mantido.